segunda-feira, 26 de maio de 2014

THE RIVER OF SORROW: Não há morada para a raiva

THE RIVER OF SORROW: Não há morada para a raiva: La chambre de Van Gogh à Arles,  1889 Musee d'Orsay, Paris Há uma porta que não abre nem fecha E que não leva a lado ...

quarta-feira, 21 de maio de 2014

THE RIVER OF SORROW: Passados II

THE RIVER OF SORROW: Passados II: Nada 11 de Abril  de 2013 Vens a meio da noite Com asas de murmúrio E incerteza de veludo Ressoando levemente Os teus passo...

quarta-feira, 14 de maio de 2014

MORRISEY MEAT IS MURDER, WITH LYRICS

terça-feira, 13 de maio de 2014

Somos assim como o vento

THE RIVER OF SORROW: Somos assim como o vento: Por vezes parecemos aquilo que não somos E somos anjos a voar como peixes que se divertem num céu sem água (talvez se aprendessem a cant...

sábado, 3 de maio de 2014

THE RIVER OF SORROW: Caminho

THE RIVER OF SORROW: Caminho: Tragam-me o vinho que me embriague Flores para perfumar o que habito As cores do céu para me tingir e vestir do nascer ao pôr-do-sol Os sons...

sexta-feira, 2 de maio de 2014

THE RIVER OF SORROW: Passados I

THE RIVER OF SORROW: Passados I: Perfunctório 15 de Junho de 2011